Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

credito-imobiliarioA LCI é um investimento que vem ganhando bastante destaque nos últimos tempos e se tornando um dos mais populares no segmento de renda fixa, mas, quem é essa LCI que está todo mundo falando?

LCI, letra de crédito imobiliário, é um título de renda fixa emitido por um banco, e que é lastreado por empréstimos imobiliários. De forma parecida que em um CDB, o investidor também vai emprestar dinheiro para o banco em troca de receber juros, mas a diferença é que o banco só pode utilizar esse dinheiro para empréstimos no ramo imobiliário, e os títulos possuem lastro, ou seja, o banco empresta o dinheiro por uma taxa de juros maior do que a taxa paga ao investidor, e recebe como garantia a alienação do bem de quem pegou o dinheiro emprestado.

GarantiaHoje em dia você encontra LCI tanto em bancos grandes como pequenos, e assim como o CDB, o risco também é de crédito, dessa forma, quanto maior e mais seguro é o banco, menor será a taxa que ele vai pagar, e quanto menor e menos confiável for o banco, maior será a taxa que o investidor receberá. A vantagem, é que a LCI também possui garantia do FGC (Fundo Garantidor de Créditos), como falamos aqui anteriormente. A mesma estratégia que vale para investimento em CDB, também vale para LCI, então se você for investir mais do que o valor limite da cobertura do FGC, vale a pena investir em LCIs de valores menores que o limite em bancos diferentes para eliminar o risco de perder seu investimento se um banco quebrar.

A LCI não possui liquidez, ou seja, você não pode resgatar o dinheiro antes do prazo combinado. Além disso, o prazo do título, que é o tempo que o dinheiro ficará investido, também tem infuência direta na rentabilidade da LCI, sendo que quanto maior o prazo, maiores as taxas.

Assim como em outros títulos de renda fixa, existem três opções de LCI:

  • pós-fixado: é o tipo mais comum, onde a rentabilidade do investimento é baseada em uma taxa de referência. A mais comum e utilizada é o CDI (certificados de depósito interbancário), que como já falamos anteriormente aqui, sempre acompanha muito de perto a taxa SELIC, também já falamos dela aqui. O percentual do CDI que será pago não é fixo, e é ele quem é afetado pelo tamanho do banco e pelo prazo do investimento, como falamos logo acima. Você vai encontrar taxas que variam dos 70% até a casa dos 100% do CDI, dependendo do banco emissor e do prazo da LCI. Os títulos pós-fixados, podem ter variação na rentabilidade, de acordo com a mudança no seu indexador, então se o CDI subir, a rentabilidade da LCI sobe junto, já se o CDI cair, a LCI também tem seu rendimento reduzido. Supondo que o CDI esteja em 6,5% ao ano, e você fizer uma LCI de 95% do CDI, sua remuneração será de 6,18% ao ano, e se em algum momento o CDI cair para 6,0% ao ano, a sua rentabilidade vai diminuir para 5,7% ao ano.
  • pré-fixado: nesse caso, a taxa é pré-definida no momento da aplicação, e durante toda a vigência do título, o investidor será remunerado por essa taxa, não importando qual o valor do CDI. Se você aplicar em uma LCI que pague 6% ao ano, essa será sua taxa do início ao fim, não importa se o CDI cair para 1% ao ano, ou subir para 25% ao ano.
  • indexado à inflação: aqui a remuneração vai variar de acordo com um índice de inflação (IPCA, IGPM) mais uma parte fixa. Uma LCI atrelada à inflação é boa para garantir um rendimento real acima da inflação, falei sobre isso anteriormente aqui. Para esses casos, o investidor pode, por exemplo, encontrar um título que pague IPCA + 3,5% ao ano, dessa forma, se o IPCA estiver em 3%, o investidor terá um retorno de 6,5% ao ano, se o IPCA subir para 10%, o retorno do investidor salta para 13,5%.

Uma grande vantagem da LCI é que ela é isenta de imposto de renda, além de não ter taxa de administração e nem taxa de custódia. Por ser isenta de imposto de renda, uma LCI pode ser mais vantajosa que um CDB mesmo com uma taxa menor, vamos ver abaixo uma comparação com alguns exemplos levando em conta o CDI a 6,5% ao ano:

Prazo Aplicação Percentual bruto do CDI Desconto IR Percentual líquido do CDI Taxa nominal ao ano
3 meses CDB 100% 22,5% 77,50% 5,40%
3 meses LCI 85% 0% 85% 5,53%
18 meses CDB 115% 17,5% 94,88% 6,17%
18 meses LCI 97% 0% 97% 6,31%
36 meses CDB 120% 15% 102% 6,63%
36 meses LCI 99% 0% 99% 6,44%

Repare que existem situações que a LCI é mais vantajosa que o CDB, e situações que o CDB leva vantagem, vai depender do prazo e da taxa de cada aplicação, por isso, não existe uma regra que diz que a LCI é sempre melhor por ser isenta de imposto de renda. É sempre importante fazer a conta para ver que título e aplicação vale mais a pena.

linkedinrssinstagram

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *