CDB – Certificado de Depósito Bancário – O que é?

CDB o que é
Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Mulher-Pensando-em-CDBO CDB é um dos investimentos em renda fixa mais populares atualmente, mas, o que é esse tal de CDB que todo mundo fala?

O CDB, certificado de depósito bancário, é um título de renda fixa emitido por um banco, onde o investidor está emprestando dinheiro ao banco em troca de receber no futuro o dinheiro de volta com juros. Os bancos emitem CDBs para se capitalizarem e conseguirem dinheiro para financiar suas atividades de crédito, que nada mais são que empréstimos para outras pessoas ou instituições, onde o banco cobra um juros maior do que ele te paga.

O CDB pode ser encontrado tanto em bancos grandes, como em bancos pequenos, sendo que quanto maior for o banco, menor vai ser o juro que ele vai te pagar, e quanto menor o banco, mais alta será a taxa de juros do CDB. Mas porque isso acontece? O risco de um CDB é o risco de crédito, ou seja, do banco não honrar com seu compromisso, e com isso não devolver seu dinheiro na data combinada, o que pode acontecer se o banco quebrar.

Um banco menor, oferece maior risco de quebrar e não honrar seu compromisso do que um banco grande, certo? Pelo menos na teoria sim. A velha máxima do mundo dos investimentos aparece aqui também, quanto maior o risco, maior o retorno, e quanto menor o risco, menor o retorno. Se você vai emprestar seu dinheiro, e todos os bancos pagassem as mesmas taxas, você optaria por emprestar sempre para o que confia mais, para o que acredita ser o maior, por essa razão, os bancos menores precisam pagar mais, para assim conseguirem atrair investidores.

GarantiaNessa hora vale lembrar de um detalhe muito importante, um CDB possui garantia do FGC (Fundo Garantidor de Créditos), já falamos dele aqui, então, se você mantiver valores menores do que o limite coberto pelo FGC, você praticamente elimina o risco do banco quebrar, passando a valor muito mais a pena investir em um CDB de um banco pequeno do que de um banco grande, e existem diversos bancos oferecendo títulos com ótimas taxas, permitindo que você tenha CDBs em vários bancos ao mesmo tempo.

Mas para eu ter CDBs em vários bancos eu vou precisar abrir conta em cada um dos bancos? Não, de forma nenhuma, não queremos isso para ninguém. Você pode utilizar uma boa corretora de valores, e através dela obter acesso à títulos de diversos bancos.

Outro fator que influencia a rentabilidade de um CDB é o prazo que você deixará o dinheiro investido, então, um CDB com liquidez diária, que te permite resgatar o dinheiro no momento que você desejar, vai pagar menos do que um CDB sem liquidez, que não permite resgate antecipado e você recebe o dinheiro de volta apenas na data combinada no momento da aplicação, e quanto maior for o prazo do CDB, mais ele vai pagar.

Existem três tipos de CDB:

  • pós-fixado: é o tipo mais comum, onde a rentabilidade do investimento é baseada em uma taxa de referência. A mais comum e utilizada é o CDI (certificados de depósito interbancário), que como já falamos anteriormente aqui, sempre acompanha muito de perto a taxa SELIC, também já falamos dela aqui. O percentual do CDI que será pago não é fixo, e é ele quem é afetado pelo tamanho do banco e pelo prazo do investimento, como falamos logo acima. Você vai encontrar desde títulos com rentabilidade de 70% do CDI, até títulos que pagam na casa dos 130% do CDI, uma diferença bem grande e considerável, concorda? Um grande banco, em um CDB deliquidez diária vai oferecer algo entre 70% e 85% do CDI para valores baixos, enquanto um banco pequeno vai oferecer rentabilidade na faixa dos 100% do CDI. Rentabilidades próximas dos 130% do CDI, você vai encontrar em títulos sem liquidez, com prazos acima de 5 anos, em bancos pequenos. O valor do CDI varia ao longo do tempo, o que fará com que o rendimento do CDB varie junto com ele, seja para mais ou para menos. Supondo que o CDI esteja em 6,5% ao ano quando você fizer um CDB que pague 110% do CDI, sua remuneração no início será de 7,15% ao ano, se depois o CDI subir para 7% ao ano, você passará a ser remunerado em 7,7% ao ano.
  • pré-fixado: nesse caso, o investidor negocia com o banco uma taxa pré-definida no momento da aplicação, e durante toda a vigência do título, o investidor será remunerado por essa taxa, não importando qual o valor do CDI. Se você aplicar em um CDB que pague 8% ao ano, essa será sua taxa do início ao fim, não importa se o CDI cair para 1% ao ano, ou subir para 25% ao ano.
  • indexado à inflação: aqui a remuneração vai variar de acordo com um índice de inflação (IPCA, IGPM) mais uma parte fixa. Um CDB atrelado à inflação é bom para garantir um rendimento real acima da inflação, falei sobre isso anteriormente aqui. Para esses casos, o investidor pode, por exemplo, encontrar um título que pague IPCA + 5% ao ano, dessa forma, se o IPCA estiver em 3%, o investidor terá um retorno de 8% ao ano, se o IPCA subir para 10%, o retorno do investidor sobe para 18%.

E para finalizar, o CDB não tem taxa de administração, nem taxa de custódia, mas tem imposto de renda em cima do rendimento, que varia de acordo com o tempo que o dinheiro fica investido, de acordo com a tabela abaixo:

  • até 180 dias: 22,5%
  • de 181 a 360 dias: 20%
  • de 361 a 720 dias: 17,5%
  • acima de 720 dias: 15%
linkedinrssinstagram

1 thought on “CDB – Certificado de Depósito Bancário – O que é?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *