Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Poupar e investir

O brasileiro não tem o hábito de poupar, muito menos de investir. Em nosso país a maioria das pessoas gasta todo dinheiro que recebe e não possui reservas financeiras. Alguns poupam uma parte do que recebem, e apenas poucas pessoas investem parte de suas receitas.
Mas espera, poupar não é a mesma coisa que investir? Não, não é, poupar e investir são 2 coisas diferentes, e vou explicar porque.

A situação que a maioria dos brasileiros vive é muito preocupante e arriscada, pois ao menor problema ou imprevisto, essa pessoas acabam tendo que recorrer à empréstimos, que depois são difíceis de se quitar, porque a pessoa estava com o orçamento no limite, o que vai gerar um período de grande dificuldade e stress, e acaba virando uma bola de neve. Outro ponto crítico, que muitos esquecem, é que a cada ano que passa, as pessoas perdem o emprego mais cedo, e não conseguem mais se recolocar no mercado de trabalho, forçando que se aposentem cada vez mais cedo, e com menos recursos. As pessoas tem o péssimo hábito, de achar que o salário recebido é um dinheiro apenas para aquele mês, e não para a vida toda, e esquecem de pensar no que farão para se sustentar na velhice, quando a renda do emprego não existir mais, e só restar a mísera aposentadoria oferecida pelo governo. As pessoas precisam entender, que o salário recebido, não é apenas para aquele mês, e sim, para a vida toda, é mês a mês, que a pessoa tem que formar o seu futuro, e garantir uma tranquilidade lá na frente, porém, não se pode abrir mão de todo presente pensando apenas no futuro, é preciso equilibrar as duas coisas, por isso é muito importante investir e não apenas poupar, para fazer seu dinheiro crescer e trabalhar para você.

Sabendo que devemos investir bem, para termos uma boa reserva não só para nossa aposentadoria, mas também para atingirmos nossos objetivos e sonhos mais facilmente, vamos analisar o motivo de poupar ser diferente de investir.

Poupar é o simples ato de guardar dinheiro, porém, nem sempre o dinheiro guardado vai nos trazer bons retornos, por exemplo, nos meses finais de 2010 e iniciais de 2011, a poupança (aplicação preferida de muitos brasileiros) perdeu para a inflação durante 8 meses seguidos, ou seja, o dinheiro que foi depositado na poupança, apesar de ter rendido um pouquinho todo mês, esse rendimento foi inferior ao aumento da inflação, e após os 8 meses, mesmo tendo mais dinheiro na conta, o seu poder de compra era menor do que 8 meses antes. O que quero dizer aqui, é que a inflação pode corroer o capital mal investido, mesmo quando as pessoas tem a ilusão que o seu patrimonio está aumentando.

Vamos simular um investimento em poupança, com taxas próximas as obtidas em 2010, com duração de 12 meses, com inicio no primeiro dia de 2010, e termino no ultimo dia de 2010.
Supondo que a pessoa tivesse aplicado 10 mil reais, quanto ela teria ao final dos 12 meses? Assumindo que o rendimento médio da poupança foi de 6,80% ao ano, após 12 meses os 10 mil se transformam em 10.680,00. Um ganho liquido de 680,00 reais, correto? Errado. Explico, a inflação em 2010 foi de proxima de 11,32% ao ano, ou seja, por mais que tenhamos 10.680,00 ao final do período, eles equivalem a 9.548,00, pois a inflação corroeu parte do patrimonio, no final de dezembro, era necessário mais de 10 mil para comprar o mesmo produto que se comprava com 10 mil no começo do ano.

Por isso, apenas guardar dinheiro é muito perigoso, e em alguns momentos você estará perdendo dinheiro, ou apenas, empatando, o que não vai te proporcionar ganhos para uma melhor aposentadoria.

InvestirAgora vamos ver quanto de capital teríamos se tivessmos investido nosso dinheiro de forma mais rentável, tivessemos buscado alternativas que nos possibilitassem maior ganho. Simulando os mesmos 10 mil em aplicações de maior risco, que dessem um retorno de 1,5% ao mes, nós teríamos ao fim de 12 meses um montante de 11.956,00, e descontando a inflação teríamos 10.705,00. Vejam que a inflação, que em 2010 foi muito alta, levou boa parte do rendimento, mas ainda nos sobrou um aumento de patrimonio real de 705,00 reais.

Claro que a inflação não irá se manter alta, na casa dos 2 digitos pra sempre, porém, mesmo com ela abaixo de 6% ao ano, possibilitando à poupança ganhos reais, esses ganhos serão mínimos, enquanto outras formas de investimento podem trazer retornos excelentes.

Você deve estar me perguntando que investimentos vão dar retornos de 1,5% ao mês, existem diversos, é preciso usar a criatividade e estudar muito, mas a bolsa de valores é uma dessas formas, investimentos em imoveis podem dar um retorno como esse, compra e venda de produtos pode superar esse retorno, aplicações de renda fixa atreladas a inflação podem trazer um excelente resultado, principalmente em épocas que a inflação está alta, existem aplicações que pagam 6% + IGPM ao ano, ou seja, você ja garantiu um ganho real de 6% ao ano, independente do valor da inflação. Não é o objetivo desse post falar detalhadamente de cada investimento possível, mas com o passar dos dias, vou colocando artigos aqui sobre diversos investimentos.

E como já falei no meu artigo sobre juros compostos, quanto maior o prazo de tempo que o dinheiro estiver rendendo, maior será a diferença de capital no final, por isso, quando você pensa que a diferença de rentabilidade é “pequena”, de apenas 0,2% ao mês, saiba que no longo prazo essa diferença fica gigantesca. Confira meu artigo sobre o poder dos juros compostos aqui.

Resumindo, ao investir, você coloca o dinheiro para trabalhar para você ao longo do tempo, e quanto mais tempo tiver, maior será o patrimônio acumulado, e buscando os melhores investimentos, mais rápido atingirá seus objetivos e melhor será sua aposentadoria. E ao poupar, você está apenas guardando o dinheiro, deixando ele de lado, encostado, parado, sendo corroído pelo dragão da inflação.

linkedinrssinstagram

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *